fbpx

Portugal considerado como forte Inovador.

O ranking, divulgado recentemente pela Comissão Europeia revela que Portugal começa a ocupar um lugar de destaque junto dos países mais inovadores. A subida de seis lugares, coloca Portugal num honroso 12.º. país mais Inovador da EU, integrando um grupo de países onde estão a Bélgica, Alemanha, Áustria, Irlanda, França e Estónia, considerados como “inovadores fortes”.

Segundo o relatório anual, Portugal, entre 2012 e 2019 foi um dos cinco países da EU que mais progrediu em matéria de Inovação, destacando-se o crescimento acentuado nos dois últimos anos, de 84 pontos para 105 pontos ( Figura 1), pelo que, pela primeira vez, integra um grupo de países inovadores fortes, depois de nos últimos anos ser considerado como “inovador moderado”.

Figura 1 – performance de Portugal de 2012 a 2019.

O investimento das empresas em I&D aumentou cerca de 50% em 2019, passando de 782 milhões de euros em 2018 para 1.168 milhões de euros em 2019. Em termos de candidaturas ao Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Empresarial – SIFIDE, houve também, um crescimento acentuado, na ordem dos 47%, uma vez que em 2019 submeteram-se 2316 candidaturas SIFIDE, mais 739 candidaturas que em 2018.

O SIFIDE é um sistema de incentivos fiscais que visa estimular a competitividade das empresas, apoiando o seu esforço em I&D através da dedução à coleta do IRC de uma percentagem das respetivas despesas de I&D.

O crédito fiscal atribuído através do SIFIDE pode ser deduzido no IRC das empresas durante os 8 anos seguintes ao do investimento em I&D. Se ainda não beneficia e pretende saber mais sobre este benefício fiscal, não hesite em contactar-nos. Teremos todo o gosto em avaliar e enquadrar o potencial enquadramento dos seus projetos e/ou despesas incorridas em I&D.

 

Fonte:

Agência para a Competitividade e Inovação

Governo de Portugal

Deixe uma resposta